Lesmas: Pragas que podem acabar com o seu jardim e causar doenças

Aedes aegypti: confira as 3 principais doenças transmitidas pelo mosquito
08/06/2016

Caramujos, lesmas e caracóis são moluscos presentes em praticamente todos os estados brasileiros. Sua proliferação acontece principalmente em regiões mais úmidas ou em épocas em que as temperaturas estejam mais amenas.

Sejam em áreas rurais, onde as lesmas podem afetar o plantio de diversas culturas como soja, feijão, amendoim e café, ou em ambientes urbanos, em que o grande vilão é o caramujo-africano (Achatina Fulica), que pode transmitir doenças. Estes animais podem se tornar pragas quando sua população aumenta desordenadamente.

A principal doença transmitida pelas lesmas vem dos ratos, que uma vez hospedeiras, fazem o papel de disseminar o vírus. É chamada de angiostrongilose e pode ter formas físicas e neurológicas. As físicas podem causas dores como se fossem de apendicite, dores musculares, dor de cabeça e na nuca. Já as neurológicas podem causar paralisia facial e em outras regiões. Em ambos os casos, foram registrados poucos casos de morte.

Dica: quando você joga sal para matar as lesmas, além de você precisar jogar muito sal, restarão resíduos do animal, o que poderá contaminar o solo. Sendo assim, uma boa alternativa é pegá-lo com algum outro objeto dispensável e enterrá-lo a cerca de 10 centímetros abaixo do solo, isso porque o bicho não consegue sair e morre. Além disso, seus restos tornam-se adubo.

A prevenção é o melhor caminho no combate à praga das lesmas.

Os comentários estão encerrados.